PANCs na merenda escolar: Jundiaí é pioneira no mundo!

PANCs Jundiaí

Em Jundiaí está sendo implementado o projeto ‘Inova na Horta’ através da atuação e parceria da ONG Instituto Kairós e do Departamento de Alimentação e Nutrição, que faz parte da Unidade de Gestão de Educação (UGE).

Esse projeto tem o propósito de incluir as Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), ricas em vitaminas e nutrientes, na alimentação das crianças das escolas municipais de Jundiaí.

Além de adicionar mais nutrição à alimentação das crianças, visa transmitir mais informação sobre as PANCs às suas famílias

O projeto está fazendo a seleção das espécies de PANCs para uso na merenda escolar e sobre como isso está acontecendo, Guilherme Reis Ranieri, da ONG Instituto Kairós, dá mais detalhes:

“Entre as 20 (PANCs), já plantadas, será feita a seleção daquelas que mais se adequam à realidade das escolas e ao paladar das crianças. Desta forma, será estabelecido o valor nutricional agregado à alimentação. Há plantas que, com apenas uma colher, é possível enriquecer em 10 vezes o valor nutricional de um prato.”

Para viabilizar esse projeto, na quinta-feira (7), ocorreu na Emeb Oscar Augusto Guelli, em Roseira, a primeira capacitação de equipes para o uso, plantio e ensino às crianças sobre as ervas encontradas facilmente em canteiros e jardins.

As capacitações ocorrerão a partir de escolas-polo de Jundiaí, durante o mês de Março e a incorporação das PANCs à merenda escolar será iniciada em abril.

A primeira etapa da capacitação sobre as PANCs envolverá equipes de 26 escolas.

A coordenadora do Departamento de Alimentação e Nutrição da UGE, Fabiana Fogaça Bianchi, conta quem fará parte dessa capacitação:

“O encontro reúne representantes da gestão da unidade escolar, da cozinha e professores para a capacitação.”

A capacitação envolve a apresentação das plantas, seus nutrientes, a forma de serem cultivadas, colhidas e preparadas para serem utilizadas na alimentação escolar.

Para a cozinheira Carolina da Silva Paulino, servidora municipal há 9 anos, acrescentar PANCs como peixinho, jambu, azedinha, trapoeraba, beldroega, folhas de batata-doce e cambuquira, enriquecerá a alimentação das crianças, além de ser um resgate da história. E sobre isso ela comentou:

“Trabalho em escola no Ivoturucaia, região com muitas chácaras. Muitas ( PANCs) já são conhecidas pelas crianças e suas famílias, mas não sabem dos valores nutricionais que apresentam."

A concretização desse projeto fará de Jundiaí, a primeira cidade do mundo a ter PANCs na merenda escolar.

Que essa iniciativa inspire novos projetos como este, pois as PANCs representam mais alternativas de vegetais comestíveis, que eram ignorados como alimentos, ampliando as possibilidades para uma alimentação mais diversificada, saudável e natural a todas pessoas.

Talvez te interesse ler também:

VOCÊ SABIA QUE A VITÓRIA-RÉGIA É COMESTÍVEL? VEJA COMO USÁ-LA NA ALIMENTAÇÃO

ALIMENTOS DO FUTURO: DESCONHECIDOS OU POUCO USADOS PODEM REVOLUCIONAR A ALIMENTAÇÃO HUMANA

BERTALHA, UM ESPINAFRE DIFERENTE! BENEFÍCIOS, PROPRIEDADES MEDICINAIS, RECEITAS

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!