Saiba mais sobre o glúten e seu consumo

glúten

Será muito difícil encontrar alguém que seja informado e que não tenha ouvido falar sobre as maravilhas da dieta do Glúten, que tira o inchaço, emagrece etc e tal... mas será que é só retirar esse elemento que tudo ficará melhor em relação à sua saúde?

Juliana Paes, Lady GaGa, Miley Cyrus, Gwyneth Paltrow, entre outras celebridades já aderiram e fazem propagandas da retirada do glúten de suas alimentações diárias.

O que é glúten

Trata-se de um tipo de proteína vegetal que está presente em alimentos como aveia, trigo, centeio, cevada e outros. Bolos, pães, biscoitos, cereais, macarrão, cerveja, enfim... a lista de alimentos que contêm glúten é imensa.

Como funciona a dieta do glúten

Grosso modo, seria a retirada de todas as refeições de qualquer tipo de alimento que contenha glúten – ou os alimentos industrializados que contém o componente. Simples, não é? Nem tanto. A maior parte dos alimentos contidos em nossa mesa de todo dia tem a substância, como vimos.

Porque a dieta do glúten se popularizou

Quando o glúten é ingerido e vai para o sistema digestório, mais especificamente no intestino delgado, ocorre um inchaço natural. A grande questão é que há pessoas que tem intolerância à substância, ou a chamada doença celíaca, que provoca, além do referido inchaço, profundas irritações na área, ocasionando fortes diarreias, entre outros sintomas. Para esses grupos, em especial, o glúten é contraindicado.

Como essas pessoas cortaram o glúten de suas dietas e emagreceram, começou-se a espalhar a ideia de que esse tipo de dieta ajudaria no emagrecimento.

O que dizem os especialistas

Retirar o glúten da dieta alimentar diária pode interferir na perda de peso por mudar o metabolismo corporal. Entretanto, o que de fato engorda são os outros componentes presentes em receitas ou formulações de alimentos que contêm glúten – os principais são, além da gordura, carboidratos, proteínas etc.

De qualquer modo, a eliminação de peso pode ser, em média, de 3 kg em um mês. Parte pela redução do acúmulo, que provoca inchaço, parte pela escolha de alimentos menos calóricos, para a alimentação.

Contudo, médicos acabam concordando que o glúten não tem qualquer propriedade antiemagrecimento; na verdade, o emagrecimento ocorre do mesmo modo que ocorreria se eliminássemos da alimentação qualquer item mais calórico – gordura, açúcar etc.

Prova disso é que, por associação, todos os portadores de doença celíaca deveriam ser magros – já que não ingerem glúten de forma alguma – mas isso não corresponde à realidade.

Equilíbrio é sempre a saída

Como sabemos, se você é um indivíduo saudável e deseja aderir à moda, é importante buscar um profissional da área de nutrologia ou nutrição, para receber as orientações necessárias, que são paralelas à retirada do glúten. Desse modo, você não terá déficit de proteínas, por exemplo – que pode vir a causar cansaço, falta de concentração e fraqueza. Além disso, é sempre importante lembrar que glúten constrói estruturas no organismo, tais como tecidos, células, cabelos, unhas, pele etc, sendo um item importante em uma dieta equilibrada.

A indicação é sempre reduzir o glúten, no caso de quem exagera na pizza, pão e macarrão...mas não retirá-lo totalmente. Com em tudo na vida, moderação e equilíbrio só podem te fazer bem!

Fonte foto: freeimages.com