Salame e salsichas aumentam o risco de câncer de mama

  • atualizado: 
carne processada

É melhor dizer adeus à carne vermelha processada, especialmente às salsichas e aos salames, se você não quiser ter câncer de mama. Assim alardeiam pesquisadores norte-americanos que realizaram uma revisão da literatura científica, utilizando dados de mais de um milhão de mulheres.

Trata-se portanto de um estudo feito por uma equipe da Harvard TH Chan's School of Public Health, nos Estados Unidos, que confirma a classificação da Organização Mundial de Saúde que coloca a carne processada ​​como sendo carcinogênica, ainda que não tenha sido estabelecido o seu limite máximo de consumo.

Seguindo os dados de mais de um milhão de mulheres, os pesquisadores estadunidenses examinaram 15 estudos nessa área e descobriram um maior risco de câncer entre as mulheres que relataram comer mais carne processada (salsicha, salame, bacon, mortadela, presunto e afins).

"Trabalhos anteriores ligaram o aumento do risco de alguns tipos de câncer a um maior consumo de carne processada, e essa metanálise recente sugere que o consumo de carne também pode aumentar o risco de câncer de mama", explica Maryam Farvid, principal autora do estudo. do Journal of Cancer study.

Nem precisa dizer, portanto, que a redução do consumo de carne processada seria benéfica para a prevenção do câncer de mama.

As carnes processadas geralmente contêm sais e outros conservantes adicionados para prolongar o prazo de validade e alterar seu sabor e consistência. Estes sais e aditivos interagem com proteínas na carne e podem formar compostos tóxicos que danificam as células do intestino. No entanto, nem as pesquisas mais recentes conseguiram ainda esclarecer de que forma exatamente a carne processada prejudica o organismo ou é cancerígena.

Aqueles que consomem grandes quantidades dessas carnes, que também podem incluir produtos defumados, estão, portanto, correndo maior risco de câncer, e é por isso que a OMS as classificou como cancerígenas.

alimentos cancerigenos

No entanto, muitas questões permanecem sem respostas. Alguns estudos, por exemplo, estabeleceram um limite de 9 gramas por semana para mulheres na menopausa, mas deve-se dizer que as pessoas que consomem regularmente carnes processadas tendem a ter estilos de vida menos saudáveis, cozinham menos, comem menos frutas e verduras e fazem menos exercícios, entrando assim em um círculo vicioso de aumento de risco.

O ideal seria, como na maioria das coisas, encontrar um equilíbrio. Se você não é vegetariano ou vegano, o consumo de carne vermelha deve ser "moderado", especialmente o de carne processada. Uma dieta variada combinada com atividade física regular, continuam sendo a melhor receita para ter saúde e longevidade.

Talvez te interesse ler também:

A CARNE É FRACA E VOCÊ VAI COMER?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!