Lote de pimenta-do-reino é reprovado pela Anvisa por conter coliformes fecais

  • atualizado: 
pimenta-do-reino

Mais um teste da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) dá o alerta vermelho. Desta vez, para um lote de pimenta-do-reino.

Segundo a Exame, a Anvisa proibiu a comercialização de um lote de pimenta-do-reino preta da marca Kitano, válido até 30/09/2018.

O teste, feito no lote D17BRMP08 5 da pimenta em pó, foi realizado pelo Laboratório Central Dr. Giovanni Cysneiros – Lacen-GO. Após a análise, o laudo do laboratório constatou que havia coliformes fecais no lote, devido à presença da bactéria Escherichia coli, capaz de causar gastrenterites e diarreias.

A Anvisa proibiu a comercialização do lote em todo o território nacional. Os demais continuam sendo vendidos normalmente, já que não foram afetados.

A empresa fabricante do produto, General Mills Brasil Alimentos LTDA, orientou os seus consumidores, em nota, a não utilizarem o tempero, guardarem as embalagens e entrarem em contato com o SAC pelo telefone 0800 770 1629 ou pelo e-mail sac.kitano@genmills.com, a fim de que seja realizada a troca ou o reembolso do produto, sem qualquer custo para os clientes.

A empresta também comunicou que todas as medidas já foram tomadas para retirar os lotes de circulação.

Se você tem o costume de comprar a pimenta-do-reino da marca Kitano, confira o número do lote na embalagem.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!