Nêspera: propriedades, benefícios e como consumir

  • atualizado: 
Nespera

A nêspera é uma fruta que na medicina chinesa tem utilização terapêutica para tratamento de problemas de saúde. Esta fruta vem sendo milenarmente cultivada na Ásia Oriental e agora, com o passar dos anos, o seu cultivo foi se espalhando pelo mundo e mais pessoas podem ter o prazer de conhecer o seu sabor doce e refrescante.

1. Nespereira: a árvore

A nespereira (Eriobotrya japonica) é uma árvore da família Rosaceae e da subfamília Maloideae. Sua fruta, chamada  nêspera, também é conhecida no Brasil como ameixa-amarela. 

A árvore da nêspera pode chegar até 10 m de altura, mas geralmente é mais baixa, tem uma copa arredondada e abundante, e um tronco curto. Suas folhas medem de 10 a 25 cm de comprimento, são verde escuras, alternadas, de textura firme e com as bordas, em forma serrada. As flores têm, por volta, de 2 cm de diâmetro, são brancas, têm cinco pétalas, florescem em cachos, com três a dez flores. Diferente de outras árvores frutíferas, as suas flores surgem no outono e início do inverno. 

2. Nêspera: a fruta

Os frutos da nespereira amadurecem no final do inverno e início da primavera. A nêspera é uma fruta oval, com 3 a 5 cm de comprimento, possui casca fina, macia e aveludada, de cor amarelo alaranjada, por vezes rosada.

A polpa da nêspera é suculenta e doce ou ácida, por conta da variedade e maturação da fruta. Outro aspecto que depende da variedade, é que a nêspera pode conter 1 a 5 sementes de cor marrom (castanha). O tamanho das sementes, principalmente se for uma só, costuma ser um tanto graúda para o tamanho da fruta.

O desenvolvimento da fruta é que irá determinar o seu tamanho, pois umas desenvolvem mais, outras ficam menores.

3. Origem e História da nespereira

Essa espécie vegetal é originária e nativa do sudeste da China. A nespereira foi introduzida no Japão, sendo cultivada neste país há milhares de anos.

Posteriormente, passou também a ser cultivada na Índia, onde se adaptou bem. É provável que a nêspera tenha vindo parar na América do Norte trazida pelos imigrantes chineses.

Os maiores produtores de nêspera são, respectivamente, Japão, Israel e Brasil. As nêsperas, também, são produzidas na Turquia, Líbano, Grécia, Itália, Portugal, Espanha, França e África.

4. Propriedades e Benefícios

Princípios ativos da nêspera:

  • pectina;
  • tanino;
  • ácidos cítrico;
  • málico;
  • tartárico;
  • ácido bórico;
  • a semente contém 2,5% de óleo.
  • Em sua composição nutricional, destacam-se algumas vitaminas do complexo B, como folatos, vitamina B6, niacina e vitamina C;
  • é rica em vitamina A;
  • contém boa fonte de sais minerais como: ferro, cobre, cálcio, manganês e fósforo.

5. Propriedades terapêuticas

  • alivia amigdalite e dores de garganta;
  • possui ação adstringente e tonificadora para a mucosa intestinal;
  • tem efeito antidiarreico e é reguladora intestinal;
  • trata estomatite.

6. Benefícios

  • Poucas calorias, o fruto fornece apenas 47 calorias por 100g.
  • Ricas em fibra dietética insolúvel, por conter pectina, que funciona como purificadora do cólon.
  • Rica em antioxidantes
  • A pectina da nêspera reduz os níveis de colesterol no sangue.
  • Excelente fonte de vitamina A, 100g dessa fruta fornece cerca de 1.528 UI ou 51% , dos níveis diários recomendados da necessidade de ingestão desse nutriente. A vitamina A contribui para a saúde da pele, cabelo e visão.
  • A nêspera é rica em potássio, importante nutriente para a saúde das células e das funções cardíaca e arterial.
  • Em sua composição se encontra o manganês que contribui para termos ossos saudáveis.
  • O cobre que faz parte de sua constituição nutricional contribui para o bom funcionamento metabólico de nosso corpo, contribuindo para a produção de hormônios, enzimas e células sanguíneas.
  • O ferro contido na nêspera é responsável pela a formação das células vermelhas do sangue.

 

7. Como consumir

nespera 2

A nêspera é parecida com a maçã, em termos nutricionais. Pois possui alto teor de açúcar, acidez e pectina. Esta fruta pode ser consumida das seguintes maneiras:

  • In natura, podendo ser combinada com outras frutas frescas em sucos, vitaminas, sorvetes e saladas de frutas.
  • A nêspera por ter a consistência firme é indicada para a confecção de compotas, recheios e coberturas de bolos e tortas doces.
  • Outra forma de utilização muito comum desta fruta é como geleia, fica muito saborosa. Para quem ainda não experimentou e quer experimentar, mais adiante, neste conteúdo, tem uma receita simples de geleia de nêspera.

8. Outros usos

A nêspera na forma de calda é usada na medicina tradicional chinesa, como remédio natural para irritação na garganta.

Como bebida, esta fruta é utilizada para fazer licor.

A árvore de nêspera, por sua beleza e aparência farta e exótica, costuma ser cultivada de forma ornamental, tendo destaque em grandes jardins ou hortos.

Como ocorre com várias outras plantas, a semente da nêspera e as folhas mais novas de sua árvore são significativamente tóxicas por conterem uma pequena quantidade de glicósidos cianogênicos, substâncias que produzem cianeto quando digeridos, mas o sabor amargo já adverte quando não são apropriadas para consumo.

9. Receitas com nêspera 

9.1. Batido de nêspera (ameixa-amarela)

Ingredientes:

  • 350 g nêspera
  • 5 tâmaras
  • 300 g bebida vegetal (soja, arroz, aveia, amêndoa, gergelim...)
  • 10 g sementes de sésamo brancas
  • 250 g água

Coloque todos os ingredientes no liquidificador, menos a água e bata. Acrescente a água e bata mais um pouco, para misturar bem.

Observação: na falta de algum dos ingredientes pode substitui por outros, pois, a nêspera combina com várias frutas, cereais e tipos de sementes comestíveis. Esta receita é do blog Veggitable.

9.2. Receita de Compota de ameixa amarela (nêspera):

  • 10 nêsperas maduras
  • suco de 1 limão
  • 4 xícaras (chá) de água
  • 1 kg de açúcar demerara ou orgânico

Procedimento

Descasque as nêsperas com delicadeza. Coloque-as de molho em uma vasilha com água e suco de limão por 30 minutos.
Misture o açúcar com a água e coloque em uma panela, para cozinhar e fazer uma calda bem rala (não mexa a calda durante o cozimento).

Em seguida, coloque as nêsperas na calda e deixe tudo ferver, por cerca de 5 minutos, tempo para as frutas ficarem macias. Retire as nesperas da panela com uma escumadeira e coloque as, uma à uma em uma compoteira.

Mantenha a calda na panela, em fogo baixo, até engrossar um pouco mais. Quando a calda ficar levemente espessa despeje-a sobre as ameixas, que estão na compoteira. Tampe a compoteira.

Conserve em geladeira. 

Esse doce de compota de nêspera pode ser consumido em temperatura ambiente ou gelado. Também pode ser usado como ingrediente em bolos e tortas doces.

Observação: Se as nêsperas não estiverem maduras, cozinhe-as por mais tempo. Esta receita é do site Comida e Receitas.

Rendimento: 10 porções

Tempo de preparo: 60 minutos

9.3. Geleia de nêspera

Ingredientes:

  • 1 kg de nêsperas
  • 1/2 kg de açúcar demerara ou orgânico
  • 1 xícara de água

Procedimento:

Tire as pontas da fruta e o caroço. Não descasque. Junte com a água e cozinhe, deixando ferver, em uma panela grande, não deixe a mistura derramar.

Depois de aproximadamente 20 a 30 minutos, quando as nêsperas estiverem bem cozidas e desmanchadas, deixe esfriar um pouco e peneire-as em um escorredor de macarrão. Acrescente o açúcar, misture bem e leve-as, novamente, ao fogo.

Se preferir, junte 1 colher de suco de limão.

Cozinhe até a mistura soltar do fundo da panela. A geleia estará no ponto quando ao colocar uma gota em um prato, esta não se esparramar. 

Esse doce pode ser servido com torradas, sobre sorvetes, ser utilizado como recheio em bolos e panquecas doces. Esta receita é do blog ManaCozinha.

Guarde em um vidro de geleia. Conserve em geladeira.

A nêspera é outra fruta que não podemos passar pela existência sem conhecer seu sabor e nos beneficiar com suas propriedades.

Esta fruta doce, macia e suculenta, que surge na transição do Inverno para a Primavera, pode fazer parte de nossas refeições de várias formas e, melhor ainda, se for consumida in natura e fresca, para melhor aproveitarmos os benefícios que ela confere à nossa saúde.

Bom apetite!