Abricó-da-praia: origem, propriedades e como consumir

  • atualizado: 
Abricó-da-praia

O abricó é um fruto de formato esférico, de cor amarelada, com polpa cremosa e doce e com algumas sementes no meio. A árvore que produz o abricó é chamada de abricoteiro, mas tem outros nomes, mede de 5 a 7 metros de altura. As flores do abricoteiro são brancas, as folhas grossas e brilhantes e a copa dessa árvore é globosa. Esta fruta tem várias várias finalidades, terapêutica e medicinais, além de nutricional.

1. Classificação Científica

Cientificamente o abricó-da-praia é agrupado com a seguinte classificação:

  • Reino: Plantae
  • Família: Sapotaceae
  • Gênero: Mimusops
  • Espécie: Mimusops coriacea

O nome científico do abricó, Mimusops é derivado de palavra grega, "Mimo" que significa macaco, e "ops" quer dizer," que se assemelha". Em síntese, a etimologia da palavra significa "se parece com um macaco".

2. Origem

O abricoteiro ou abricó-da-praia é uma árvore oriunda da África tropical. Essa árvore é conhecida por vários nomes populares:

  • abricó das Antilhas;
  • abricó selvagem;
  • abricó do Brasil,;
  • abricoqueiro;
  • abricó amarelo;
  • abricoteiro;
  • maracujá de árvore;
  • abiu da praia;
  • balata;

O abricó-da-praia é encontrada, de forma nativa, nas praias e mangues da ilha de Madagascar (Costa Leste da África), na América Central, e também no Brasil, principalmente, na região Norte.

3. Utilizações

O abricó-da-praia pode ser consumido de várias formas e também é utilizado com várias finalidades, terapêutica e medicinais.

Seguem algumas utilizações:

  • a essência floral do abricó estimula a concentração e melhora as função cerebral;
  • suas flores, após passarem por destilação, também, podem ser utilizadas para fazer refrigerantes muito populares nas Antilhas e Cabo Verde;
  • os seus brotos podem ser utilizados no preparado de um licor muito apreciado na região Norte, Nordeste e nos Estados Unidos
  • suas sementes são usadas para confeccionar artesanatos, como por exemplo colares artesanais, comercializados nas praias brasileiras;
  • outra forma de emprego das sementes é que possuem propriedades anti-helmínticas, servem para tratar verminose;
  • a fruta do abricoteiro é excelente para a fabricação de xaropes, caldas e compotas.
  • a resina da casca da árvore, as folhas e a raiz podem ser utilizadas para tratamento de picadas de insetos.
  • o azeite extraído das sementes pode ser aplicado no couro cabeludo, para evitar a queda do cabelo.
  • a árvore é utilizada de forma ornamental, em praças e parques.

4. Propriedades Nutricionais e Medicinais, Benefícios e Indicações

O abricó possui vários nutrientes importantes para nosso organismo, tais como:

Valor Nutricional: Abricó 100 gr

  • Calorias (valor energético) 52,6 kcal 2,63 %
  • Carboidratos 12,1 g 4,03 %
  • Proteínas 0,6 g 0,8 %
  • Gorduras totais 0,2 g 0,36 %
  • Gorduras saturadas 0 g 0 %
  • Fibra alimentar 1 g 4 %
  • Sódio 0 mg 0 %

A fruta do abricoteiro é rica em vitaminas A, B1, B2, B5 e C.

As várias propriedades encontradas no abricoteiro, seja na fruta, brotos, flores, resina ou sementes beneficiam nossa saúde, de várias formas. O abricó pode ser empregado como:

  • digestivo;
  • antirreumático;
  • antisséptico;
  • vermífugo;
  • depurativo;
  • anti helmíntico;
  • fortificante.

As propriedades do abricoteiro conferem benefícios nos seguintes tratamentos:

  • gota;
  • cálculo renal;
  • malária;
  • ácido úrico;
  • tumores;
  • arteriosclerose;
  • hipertensão arterial;
  • deficiência de vitamina B1 e C;
  • fortalecimento dos dentes.

Observação

É importante lembrar que por mais que as plantas tenham propriedades curativas é preciso saber usar, pois em doses inadequadas podem provocar desequilíbrios. Antes de qualquer tratamento, é necessário consultar o médico para se obter diagnóstico e tratamento corretos.

5. Como consumir

O abricó pode ser consumido das seguintes formas:

  • in natura (consumido fresco);
  • sorvetes;
  • tortas doces;
  • picolés;
  • sucos;
  • mousses;
  • geleias;
  • compotas;
  • vitamina (fica na consistência da vitamina de abacate)

6. Receitas com Abricó

Suco de abricó

Bater no liquidificador a polpa de abricó com 500 ml de água e depois adoçar com açúcar, caso necessário.

Geleia de abricó

Cortar a polpa em pequenos pedaços e adicionar 1 copo de açúcar e levar ao fogo baixo, mexendo constantemente. Comumente, não é necessário adicionar água, mas se grudar na panela, coloque uma pequena quantidade de água. Gradativamente, vai se formando a textura de geleia e o doce fica no ponto em torno de 20 minutos. Depois de pronto, coloque em um recipiente de vidro bem lavado e o conserve guardado na geladeira.

Cuidado

É preciso tomar cuidado ao descascar o abricó, pois a casca e a massa, onde se encontra a polpa desta fruta, contém substâncias fortes, que são amargas e acres e podem, em contato com os lábios ou a língua, causar incômodo, por algumas horas.

O abricó da praia é mais uma das frutas exótica e nutritiva, que vale a pena consumir e quem não a conhece experimentar.

É necessário salientar que a fruta, que trata este conteúdo, é o abricó-da-praia (Mimusops coriacea), pois existem outras frutas conhecidas pelo nome de abricó, como por exemplo, o damasco (Prunus armeniaca) que, também, é conhecido como abricó e a outra fruta é o abricó da Amazônia (Mammea americana).

Quem já experimentou o abricó-de-praia? Se tiver alguma receita com essa fruta e quiser compartilhar, coloca nos comentários.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!