Gastrite: 35 alimentos que ajudam a controlar este problema

  • atualizado: 
Gastrite

Nosso estômago é o órgão responsável pela digestão dos alimentos. Através da digestão que ocorre no estômago, os alimentos são processados e se convertem em nutrientes. Alguns fatores podem afetar o bom funcionamento do estômago desencadeando doenças como a gastrite. Para entender melhor isso, veremos os seguintes assuntos, neste conteúdo.

 

1. O que é gastrite

O que caracteriza a Gastrite é a ocorrência de inflamação no revestimento do estômago. A gastrite pode ser aguda ou crônica.

Os sintomas que podem ocorrer, em virtude da gastrite, são:

  • dor e queimação no estômago;
  • náuseas;
  • vômitos;
  • sensaçãomde peso e dilatação abdominal;
  • perdamde apetite;
  • azia.

A gastrite quando não tratada pode desencadear hemorragia, úlceras e tumores no estômago.

As causas da gastrite são:

  • alimentação inadequada;
  • estresse;
  • ansiedade;
  • infecção pela bactéria Helicobacter pylori;
  • o uso excessivo de anti-inflamatórios não esteroides;
  • o consumo em demasia de álcool;
  • o vício do cigarro;
  • doençasgraves;
  • doenças autoimunes;
  • radioterapia;
  • doença de Crohn.

2. Alimentos a serem evitados

 

gastrite 1

O consumo de certos tipos de alimentos provocam e agravam a gastrite. É recomendável pela saúde de nosso estômago evitá-los. Confiram quais são os alimentos a serem evitados.

  • café ou bebidas com cafeína;
  • massas e farináceos em excesso;
  • alimentos gordurosos;
  • frituras;
  • bebida alcoólica;
  • chá preto;
  • refrigerante;
  • chocolate;
  • consumo abusivo de açúcar e doces;
  • embutidos e alimentos processados;
  • alimentos muito condimentados;
  • alimentos picantes;
  • chicletes e balas;
  • leite e derivados;
  • carne e derivados.

3. 35 alimentos que ajudam a melhorar da gastrite

Os alimentos que beneficiam o estômago e contribuem para evitar e, até, ajudam a curar a gastrite são:

  1. batata-doce
  2. salsinha
  3. camomila
  4. cenoura
  5. soja
  6. brócolis
  7. azeite de oliva
  8. morango
  9. hortelã
  10. chia
  11. laranja lima
  12. banana
  13. maçã
  14. goiaba
  15. mamão
  16. suco de aloé vera
  17. suco verde (couve e salsinha)
  18. legumes ou verduras refogadas
  19. linhaça
  20. couve crua
  21. escarola
  22. alface
  23. agrião
  24. caldo de feijão
  25. aveia
  26. aspargo
  27. aipo
  28. pêssego
  29. gengibre
  30. açafrão
  31. maçã
  32. nozes
  33. erva-doce
  34. coco
  35. pera

4. 4 remédios caseiros para auxiliar no tratamento da gastrite

O Canal Dicas de Saúde Oficial ensina quatro remédios caseiros para auxiliar no tratamento da gastrite. Dá uma olhada:

  1. Água de arroz
  2. Chá de maçã e camomila
  3. Chá de espinheira santa
  4. Sumo de batata

 

5. Atenção às causas psicossomáticas da gastrite

Nosso corpo fala conosco pelos sinais que ele nos dá. Existem estudos holísticos e terapêuticos que utilizam a linguagem do corpo para entender os desequilíbrios que acometem o ser humano. Através das partes e órgãos de nosso corpo, podemos distinguir de que forma nosso psicológico está afetando nossa saúde. Nosso padrão emocional e energético desencadeia mecanismos psicossomáticos que se convertem em doenças físicas.

Na linguagem do corpo, o estômago está associado à nossa capacidade de digerir as experiências. Se estamos passando por uma situação "indigesta" para nós, isto poderá se refletir na saúde de nosso estômago, se materializando na forma de gastrite.

Quando temos uma bom processo digestivo, temos facilidade de "digerir"os desafios de nossa existência e vice-versa.

O que ingerimos não tem a ver só com os alimentos, mas também, com as impressões, informações do meio do qual fazemos parte, das reações das ouras pessoas. Se permitimos que algo negativo entre em nós e nos faça mal, nosso corpo sofrerá as consequências, por isso a importância de prestar atenção à todos os nossos processos sejam físicos ou psicológicos.

Cuidemos do que entra pela nossa boca e pela nossa mente.

Leia mais: GASTRITE PSICOSSOMÁTICA: A QUEIMAÇÃO QUE VEM DE DENTRO E FALA SOBRE VOCÊ

6. O melhor tratamento de saúde é a prevenção

Para não termos que viver com mal-estar, tomar remédios e fazer exames evasivos, a melhor forma é cuidar da saúde do estômago, com atitudes preventivas, tais como:

  • Ter uma alimentação saudável;
  • Viver de forma equilibrada;
  • Prestar atenção aos sinais do corpo e cuidar, antes que se convertam em doenças.

Como vimos, se não tivermos critérios e colocarmos de tudo para dentro do estômago, estaremos comprometendo um órgão de vital importância, responsável pela energia e pela saúde de nosso corpo.

Através do estômago, os alimentos são transformados, para serem enviados e assimilados por todas as partes e órgãos de nosso corpo.

Nos cuidemos para não termos que ser cuidados.