JILÓ: o amargo que faz bem! Veja Benefícios, Contraindicações e a Receita do Chá

  • atualizado: 
jiló

O jiló muito confundido como legume, na realidade, é um fruto, parente da berinjela, do pimentão e do tomate, pois são pertencentes à mesma família vegetal denominada Solanáceas.

Esse fruto tem muitas propriedades nutricionais e terapêuticas.

Nessa matéria vamos saber mais sobre sobre: 

  1. Componentes nutricionais
  2. Benefícios
  3. Formas de consumo
  4. Receita de chá de jiló com abacax
  5. Contraindicações
  6. Conclusões
 

1. OS COMPONENTES NUTRICIONAIS

  • vitaminas A,
  • C
  • e do complexo B
  • Minerais cálcio,
  • potássio,
  • fósforo,
  • ferro e
  • magnésio
  • além dos componentes bioquímicos chamados de flavonoides.

O valor calórico do jiló é baixo, uma porção de 100 gramas, possui cerca de

  • 38 calorias,
  • 1,37 gr de proteínas,
  • 1 gr de gorduras,
  • 7 gr de carboidratos e
  • 2,8 gr de fibras.

O jiló possui grande quantidade de água em sua composição.

2. OS BENEFÍCIOS DO JILÓ

Os componentes nutricionais do jiló e seus efeitos benéficos sobre vários órgãos do corpo humano, promovem a melhora dos seguintes problemas de saúde e funcionamento de nosso organismo:

  • problemas hepáticos
  • distúrbios de fígado
  • excesso de colesterol ruim
  • dispepsia biliar
  • obesidade
  • anemia por falta de ferro
  • mau hálito
  • diabetes
  • prisão de ventre
  • problemas digestivos, entre outros

Bem, com tantos benefícios, vale à pena degustar o gosto amargo do jiló, não é? 

3. FORMAS DE CONSUMO

O jiló pode fazer parte de nossa dieta alimentar de várias formas, e surpreendente, apesar do gosto amargo, de forma saborosa, vejam algumas sugestões:

  • como salada, o jiló, picadinho temperado com limão, azeitona picada, cebolinha, cebola, alho e azeite é um ótimo acompanhamento de pratos nas refeições;
  • Frito e refogado com tomate, salsinha, alho e cebola também é uma opção simples para compor nossas refeições;
  • O jiló triturado, utilizado em forma de farinha, torna-se um ingrediente na utilização de várias receitas, desde doces até salgadas.
 

 COMO TIRAR O AMARGO DO JILÓ

Se, ainda assim o gosto do jiló não for muito atrativo para consumi-lo pode-se diminuir o seu sabor amargo utilizando o seguinte procedimento;

  • Corte o jiló em fatias ou ao meio, as envolva em sal, deixe-as escorrendo em uma peneira ou escorredor de macarrão, por cerca de meia hora.
  • Após isso lave bem, seque com papel toalha e, depois disso pode usá-lo para consumo. O sal diminui o gosto o amargo do jiló.

JILÓ PARA EMAGRECER

E para quem precisa emagrecer, de um jeito saudável e diminuir o excesso de apetite, temos uma receita de chá de jiló com água da casca do abacaxi que, dizem, funciona! Quer experimentar? Veja a receita abaixo:

4. CHÁ DE JILÓ COM ABACAXI

Ingredientes:

  • Casca de 1 abacaxi
  • 9 jilós
  • 1 litro de água

Como fazer:

  • Lave bem as cascas de abacaxi e o jiló e coloque em 1 litro de água para ferver por 15 minutos.
  • Coe e, coloque em uma jarra de vidro, para melhor manter os princípios ativos.
  • Guarde e conserve em geladeira, até consumir todo o chá.

Sugestão de consumo:

Beba o chá, ao longo do dia.

Melhor consumir no mesmo dia, pois com o passar do tempo os princípios ativos e nutrientes contidos no chá vão ficando alterados.

Finalidade:

Função antioxidante, emagrecedora, digestiva, restauradora e fortalecedora.

Bem, vimos os vários benefícios do jiló, mas, também, vamos conhecer os seus maléficos que só irão ocorrer quando for usado de maneira inadequada:

5. OS CONTRAINDICAÇÕES DO JILÓ

É contraindicado para pessoas que têm excesso de ferro no organismo e não o eliminam com facilidade, por isso devem consumir o jiló com moderação, pois poderão ocorrer transtornos como:

  • diarreias
  • vômitos e distúrbios hepáticos
  • diabetes e problemas cardíacos 
 

6. CONCLUSÕES

E, para finalizar, podemos afirmar que nem tudo que é amargo, nos traz insatisfação, pois, o jiló é a prova disso, não é mesmo?

Se bem utilizado e preparado, o jiló, é bom, nutritivo e, até, saboroso, e o que é amargo se torna motivo de prazer para nós, por promover saúde e bem-estar para nosso organismo.