Os 10 piores ingredientes da indústria alimentícia

  • atualizado: 
piores ingredientes

A nossa saúde é basicamente uma resposta direta dos nossos hábitos. Quando nos alimentamos de frutas, verduras e alimentos naturais, provemos os nutrientes necessários para que nosso corpo funcione bem. No entanto, quando possuímos um estilo de vida desregrado, alimentando-nos quase sempre com comidas rápidas e industrializadas, todo o nosso organismo se enfraquece, trazendo assim diversas doenças. Para que isso não aconteça, veremos os 10 piores ingredientes que devem ser evitados para que possamos manter uma saúde de ferro.

10 ingredientes que devem ser evitados

A regra das indústrias é clara: lucrar. Por isso precisamos ter a atenção reforçada quando estamos prestes a escolher qual será nossa alimentação. Quando optamos por alimentos prontos e industrializados, estamos consequentemente aceitando todos os ingredientes que a indústria impõe sobre nós. Recorrentemente, são ingredientes danosos à saúde que existem unicamente para que os alimentos fiquem mais baratos ou atrativos nas prateleiras dos supermercados. Portanto, devem ser evitados:

1. Adoçantes artificiais

Os adoçantes artificiais são inimigos do organismo. Observações recentes mostram que este tipo de ingrediente é capaz de alterar todo o universo de bactérias intestinais do organismo, aumentando significativamente os riscos de obesidade e diabetes. É normalmente encontrado em sucos, refrigerantes, iogurtes e lanches. Geralmente são apresentados no rótulo como aspartame, sucralose, sorbitol, isomalt, sacarina, acesulfame, glycerol, hsh, lactitol, maltitol e polidextrose)

2. Acrilamida

chips pote

A acrilamida é um ingrediente extremamente perigoso, podendo ser considerado um elemento cancerígeno. É um elemento químico frequentemente disposto como subproduto de alimentos processados em alta temperatura. Acrilamida pode ser verificada em alimentos extremamente quentes, como a batatinha frita (e, para constar, até mesmo na fumaça no cigarro).

Leia mais: A ACRILAMIDA NOS ALIMENTOS É CANCERÍGENA? FINALMENTE O PARECER DA AESA

3. Xarope de milho com alta frutose

É basicamente o açúcar extraído e refinado do milho, capaz de originar a síndrome metabólica, contribuindo no desenvolvimento de diabetes. É encontrado em cereais processados, condimentos, doces e sodas.

4. Cores artificiais: amarelo, vermelho, verde e azul

corantes artificiais

Estas cores artificiais, em geral atrativas para crianças, devem ser evitadas a todo custo. Os elementos utilizados para geração das cores são associados a problemas de rim, tireoide e também câncer no cérebro. É comum vê-los em balas, jujubas, chocolates, bebidas repositoras de sais mineiras e sucos.

5. Óleo vegetal bromado

Um emulsionante da indústria alimentar relacionado a severos problemas do sistema nervoso. Atualmente é ilegal nos EUA e diversos outros países. No entanto, ainda pode ser facilmente encontrado em bebidas esportivas de reposição de sais minerais, tal como o Gatorade em determinadas regiões.

6. BHT e BHA (Hidroxianisol Butilado e hidroxitolueno butilado)

produtos forno

Elemento normalmente utilizado como conservante de alimentos para impedir deterioração de determinadas gorduras. Seu uso descontrolado é responsável por quadros de desenvolvimento de células cancerígenas. Pode ser encontrado em banha de porco, manteiga, purê de batata instantânea, conservas de carne, cerveja, produtos de panificação, misturas para sobremesas, gomas de mascar, etc.

7. Benzoato de sódio

O benzoato de sódio é um ingrediente perigosíssimo quando associado ao ácido ascórbico ou à vitamina E, pois torna-se cancerígeno. É também recorrentemente associado a casos de hiperatividade, especialmente em crianças. Pode ser encontrado em conservas como picles, molhos de saladas, sucos, refrigerantes e etc.

8. Glutamato monossódico

miojo copiar

Conhecido popularmente no Brasil como Ajinomoto, o glutamato monossódico causa danos irreversíveis ao hipotálamo, gerando forte resistência do organismo à leptina, privando também a sensação de saciedade. Além disso, é relacionado a inflamações do fígado. Pode ser facilmente encontrado em junk food, feijões enlatados, comida chinesa, pratos congelados, e, evidentemente, diretamente nas prateleiras dos supermercados.

9. Bromato de potássio

Este elemento já é proibido no Brasil, China e Canadá, no entanto toda atenção é pouca, uma vez que a indústria quase sempre tem suas brechas de inclusão de elementos proibidos. O bromato de potássio é capaz de induzir câncer renal e também da tireoide. Pode ser encontrado em pizzas e lasanhas congeladas, além de estar presente nos pães utilizados pelas redes de junk food (ou fast food).

10. Nitrato de sódio

presunto 

O nitrato (ou nitrito) de sódio é geralmente usado para preservar carnes. Seu uso indiscriminado é associado ao câncer pancreático, por isso deve ser indubitavelmente evitado. É frequente que seja encontrado em bacon, presunto, mortadela, salsichas, cachorros quentes, sopas e caldos enlatados. Apenas mais um motivo para parar de comer carne.

Alimentação saudável para uma vida saudável

Manter uma vida saudável é muito mais fácil do que parece. A lista acima não tem o objetivo de assustar, mas sim de garantir que você possa escolher adequadamente alimentos que não farão mal à sua saúde. Na dúvida, basta analisar se você está comprando um alimento natural (fruta, verdura, grão) ou um industrializado. Caso possa escolher, sempre opte pelo alimento natural.

Leia mais sobre alimentação e saúde:

10 ALIMENTOS ALCALINOS PARA COMER TODOS OS DIAS

10 ALIMENTOS E ERVAS QUE SÃO VERDADEIROS ANTIBIÓTICOS NATURAIS

14 ALIMENTOS LIMPADORES DO SISTEMA CIRCULATÓRIO

Fonte: CollectiveEvolution