Consumo de carne processada: alerta para as pessoas que sofrem com asma

  • atualizado: 
carne processada

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2015, já havia alertado sobre uma lista da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) que incluía a carne processada como cancerígena. Desta vez, o alerta vai para as pessoas que sofrem com asma.

Um estudo recente, publicado na revista científica Thorax, afirma que consumir mais de quatro vezes por semana carne processada pode dobrar o risco de uma crise de asma.

Quem gosta de presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame e tem asma deve rever a sua alimentação para combater esse risco. Isso porque os cientistas atribuem o problema à relação entre a ingestão de nitrito, um conservante usado nesses produtos, e um bloqueio nas vias respiratórias.

O resultado da pesquisa

Estudos realizados no Hospital Paul Brousse, em Paris (França), acompanharam, pelo período de quatro anos, 971 pessoas com asma, monitorando os sintomas da doença, tais como dificuldade de respiração, aperto no peito e falta de ar, e a dieta dos participantes.

Dentre aqueles que comiam embutidos pelo menos quatro vezes na semana, houve em 76% um aumento de piora nos sintomas da asma, em comparação com os demais que ingeriam menor quantidade desses produtos. Aqueles que comiam, no máximo, uma porção de embutido semanalmente pioraram o quadro asmático em 14%. Os participantes que ingeriam de uma a quatro porções por semana tiveram um aumento de 20% da taxa e os que tinham o hábito de consumir mais de quatro porções semanais a taxa subiu para 22%.

Os estudiosos tentaram eliminar os fatores causadores dos sintomas de asma durante a pesquisa, mas o consumo de carne processada seguiu associada aos sintomas. Erika Kennington, chefe de pesquisa no centro Asthma UK, disse à BBC que: “Embora certos alimentos possam desencadear alergias em algumas pessoas, não há recomendação específica de dieta para lidar com sintomas da asma de modo geral”.

Os pesquisadores afirmam que é preciso, ainda, realizar mais pesquisas sobre o assunto, pois o estudo não provou a relação de causa e consequência entre o consumo de carne processada e a piora na asma dos participantes.

O que os estudiosos afirmam é aquilo que a gente sempre diz: o importante é manter uma dieta saudável com alimentos frescos e não exagerar no consumo de carne, independentemente se você tem ou não asma.

O que é a asma

A asma é uma doença respiratória crônica, que afeta tanto crianças quanto adultos. Não existe uma causa única para a doença, mas alguns fatores estão associados a ela, como: genética, ambiente (poeira, pelos de animais) e tabagismo.

Dentre os sintomas da asma estão dificuldade de respirar, dores no peito, tosse e espirros.

No Brasil, estima-se que existam cerca de 20 milhões pacientes asmáticos, ou seja, 10% da população.

Especialmente indicado para você:

10 ALIMENTOS ENLATADOS QUE VOCÊ DEVE EVITAR

O QUE ACONTECERIA SE VOCÊ PARASSE DE COMER CARNE?