Chá de Oliveira: porquê usar e como fazer

chá-de-oliveira

É inquestionável que todos nós já tenhamos tirado proveito ao menos algumas vezes das várias qualidades que a oliveira proporciona, seja através de seu fruto (a azeitona) ou mesmo através do azeite. Mas, por qualquer que seja o motivo, muitos ainda não conhecem os benefícios do chá de oliveira.

Iremos ver o porquê usar este chá em nossa dieta, além de como fazer e aprender a prepará-lo de uma forma deliciosa que virá apenas a trazer diversos benefícios ao nosso organismo.

A origem geográfica e histórica da oliveira nos remete à parte oriental do Mar Mediterrâneo, não à toa os chamados “pratos mediterrâneos” costumam levar azeitonas (ou mesmo o próprio azeite) em seu preparo.

Porquê usar o chá de oliveira na dieta

Os poderes medicinais das oliveiras já eram conhecidos no Antigo Egito, sabidamente o primeiro lugar a fazer uso das propriedades benéficas desta árvore. Porém, somente recentemente estas afirmações começaram a ganhar forças no meio científico, devido a recentes estudos e publicações que comprovam suas diversas propriedades. Em termos práticos, a oliveira possui expressivas quantidades de manganês, fósforo, potássio, magnésio, selênio, zinco e cobre. Por isso, age de forma antioxidante no organismo, sendo então indicada na prevenção de hipertensões moderadas, arteriosclerose, e alterações cardiovasculares.

O chá de oliveira é também um ótimo antisséptico e antibiótico, além de ser hipoglicemiante e simpaticolítico. Pode-se também tomar o chá para o alívio da prisão de ventre, estresse, cansaço e fadigas generalizadas. É capaz ainda de fortalecer os cabelos e unhas, além de diminuir as marcas de expressão da pele.

Chá de Oliveira 2

Além de tudo isso, como conhecimento geral, o chá de oliveira é recomendado para estabilizar os níveis de açúcar no sangue, aumentar a função imunológica, aumentar a resistência a doenças, amenizar alguns problemas pulmão, infecções de fungos, raiva, diarreia grave, infecções dos seios, herpes zoster, infecção estafilocócica e estreptocócica e etc.

Agora que já sabemos o porquê usar o chá de oliveira, ou seja, conhecemos seus benefícios, vamos aprender como fazer o chá de uma forma prática que servirá como um remédio natural para os casos acima indicados.

Como fazer o chá de oliveira

O chá de oliveira deve ser feito somente das folhas de oliveira, não utilizando seu fruto (a azeitona). Podem ser adquiridas em lojas de produtos naturais e orgânico ou mesmo em saquinhos prontos de infusão, preferencialmente o primeiro caso.

Usamos então a medida de 1 (um) litro de água para cada 3 colheres de sopa de folhas de oliveira. Primeiro, ferve-se a água e desliga-se o fogo, em seguida adicionam-se as folhas e tampa-se a panela, que permanecerá desta forma de 10 a 15 minutos.

Após o tempo proposto, destampa-se a panela e coa-se o líquido. O chá estará pronto para ser consumido. É importante notar que este chá não deve ser adoçado, portanto outros elementos naturais podem ser adicionados a fim de garantir um gosto mais agradável, tal como o gengibre, hortelã ou casca de abacaxi.

Qualquer que seja o objetivo buscado ao tomarmos o chá de oliveira, devemos adotar a rotina de tomá-lo 3 vezes ao dia, sendo a primeira preferencialmente pela manhã ao despertar e a última antes de se deitar para dormir.

Contraindicações do chá de oliveira

Não há dúvidas de que possa existir quem seja alérgico às propriedades da oliveira, portanto inevitavelmente será necessário consultar um médico antes de seu consumo. É amplamente sabido também que seu consumo deve ser evitado por gestantes e crianças menores de 12 anos. Além disso, o seu óleo pode causar irritação nos olhos. Pode ainda induzir cólicas biliares devido ao efeito colagogo.

Leia também:

seta O CHÁ VERDE REALMENTE AJUDA A PERDER PESO?

seta CHÁ GELADO: 5 RECEITAS PARA PREPARAR EM CASA

seta 10 RECEITAS DE CHÁ DE GENGIBRE: QUENTE E GELADO

seta CARQUEJA: TODOS OS BENEFÍCIOS E COMO FAZER O CHÁ