Imunonutrição: 10 regras para curar-se à mesa 

imunonutricao curar-se a mesa

Curar-se com a alimentação, em uma palavra "imunonutrição". Todos nós sabemos que uma alimentação correta e equilibrada é sinônimo de boa saúde. Agora, uma nova confirmação vem de Mauro Serafini e Emilio Jirillo com o livro "Comer para prevenir”, em tradução livre.

A comida tem de fato um impacto significativo sobre o sistema imunológico. Segundo Serafini, chefe do laboratório de alimentos funcionais e prevenção do estresse metabólico no Conselho de Investigação em Agricultura, e Emilio Jirillo, professor de Imunologia da Universidade de Bari, Itália, não se trata de uma moda, é certo que tudo o que nós introduzimos em nosso corpo produz uma reação ao nosso sistema imunitário.

Para isso, precisamos saber o que devemos preferir e o que evitar, o que misturar e quais alimentos escolher para nos mantermos saudáveis.

Aqui vão as 10 regras da imunonutrição que cada um de nós devemos saber (e em alguns casos já sabemos):

1. Cuidado com a junk food

É verdade que o sistema imunológico nos protege do que nos faz mal, mas não há dúvida de que alguns alimentos aumentam o risco de doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer, como é o caso das junk foods.

Leia também: Junk food igual ao cigarro: fotos chocantes em suas embalagens para alarmar sobre os riscos

2. Menos gordura e mais verdura

Os alimentos caracterizados pelo seus altos teores calórico, de gordura e de açúcar, produzem uma resposta imunitária que dura cerca de 6 a 8 horas após a refeição. Alimentos e bebidas de origem vegetal, ao contrário, reduzem esse estresse.

3. Cuidemos da flora intestinal

O que é isso? No nosso intestino estão presentes uma grande quantidade de micróbios e bactérias que constituem o chamado microbiota ou flora intestinal e que, em conjunto com o tecido intestinal, mantém o sistema imunológico.

Leia também: O nosso intestino se adaptou aos antibióticos e às substâncias químicas

4. Atenção à gordura

O que faz realmente mal ao coração é o percentual de gordura corporal e não excesso de peso. Para isso, devemos ter cuidado, evitar alimentos que possam pode danificar gravemente o nosso organismo.

Leia também: Risco de morte prematura: cereais integrais e quinoa para reduzir

5. Frutas e verduras que retardam o envelhecimento

Até o nosso sistema imunológico sofre as doenças da idade. Mas alimentos com moléculas activas vegetais, tais como frutas e vegetais, podem prevenir ou reduzir as doenças inflamatórias crônicas.

Leia também: Ranking dos Superalimentos que vão deixar você mais saudável

6. Alergias, intolerâncias alimentares e doença celíaca

A comida é o veículo de vários tipos de antígenos e pode causar reações alérgicas prejudiciais em qualquer idade. Portanto, desde a infância devemos eliminar alimentos que causem uma resposta imunológica adversa. Estas reações estão aumentando com a contaminação ambiental e com o aumento de novas doenças relacionadas ao níquel e ao glúten.

Leia também: DOENÇA CELÍACA: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

7. Probióticos ajudam

Eles contribuem significativamente para a saúde e o bem-estar, ajudando a prevenir e ou melhorar alergias, inflamações intestinais de vários tipos e alterações imunológicas associadas à obesidade e ou envelhecimento. As bactérias probióticas parecem ser eficazes e úteis em qualquer idade e, no momento, não há efeitos adversos relatados.

8. Flavonóides

Não há ainda muitos estudos em seres humanos, mas parece que essas substâncias têm um efeito benéfico e evitam algumas doenças.

Leia também: Comer chocolate amargo melhora a circulação e ajuda a prevenir obesidade e diabetes

9. Ômegas 3 e 6

Dois nomes bem conhecidos contido no azeite de oliva extra virgem e nos peixes gordos, que têm um efeito preventivo de doenças cardiovasculares.

Leia também: As 6 sementes da saúde

10. As vitaminas e os oligoelementos

Estas são substâncias essenciais para regular as funções vitais do corpo e a defesa imunitária, ajudando a prevenir várias doenças em qualquer idade.

Leia também: Nozes e amendoins: meio punhado ao dia para não ficar doente

Somos realmente o que comemos.